Esterilização em Consultórios Odontológicos

set 30, 2010 Postado na Categoria: Equipamentos para Laboratório

Fonte: Google

A esterilização é fundamental na Odontologia. É através desse método que todas as formas de microorganismos são destruídas, evitando contaminações e eliminando os riscos de contrair doenças infecciosas que possam ser transmitidas por saliva ou sangue.

Dados levantados pela Vigilância Sanitária mostraram que três entre cada dez clínicas odontológicas de São Paulo apresentam algum problema relacionado à higiene e o principal deles é devido à má esterilização dos equipamentos utilizados.

O vapor e o calor são os meios clássicos de esterilização. O calor seco é relativamente lento e necessita de temperaturas altas para a sua aplicação, porém o calor seco penetra em todos os materiais.

Para esterilização por calor seco, o equipamento utilizado é a estufa, sob uma temperatura de 160ºC – 170ºC por 75 minutos. A outra forma de esterilização é o calor úmido, através do vapor. O equipamento utilizado é a autoclave e esse processo é mais rápido, sendo necessário o tempo de 20 minutos a uma temperatura de 121º C. A esterilização química é utilizada para materiais que não suportam a altas temperaturas empregadas nos processos a vapor e calor seco. O principal produto químico usado é o glutaraldeído ( cidex )

Conheça alguns equipamentos de laboratório que são utilizados na esterilização dos materiais dos consultórios:

Autoclave: câmara simples para esterilização de materiais e utensílios diversos. Existem dois modelos: a autoclave vertical e a autoclave horizontal.

Estufa: Tem a função de secar e esterilizar os materiais. Existem estufas do tipo a vácuo, de Cultura Bacteriológica, de Esterilização e Secagem e Estufa Incubadora.

Destilador de Água: Equipamento utilizado para a destilação de água em laboratório para esterilização de autoclaves, por exemplo. O destilador de água é ideal para laboratórios químicos, farmacêuticos, hospitais ou qualquer outro setor que necessite de água pura.

Há ainda outros equipamentos responsáveis pela monitoração da esterilização como a incubadora para processo de esterilização, indicador biológico e a mini-incubadora.

O Conselho Regional de Odontologia garante que o profissional que desrespeita as exigências é punido, levando até a cassação do exercício profissional.

Portanto é importante ressaltar que o paciente deve estar atento a alguns detalhes durante a consulta como higiene do local, dos materiais, do dentista e caso encontre alguma irregularidade fazer a denúncia à Vigilância Sanitária.

Fonte: MedCenter, Jornal Bom Dia Brasil, Unifenas

Deixe um Comentário

Você deve logar para postar um comentário.